Resumo Olhai os lírios do campo (Érico Veríssimo) *Contém spolier

Desde pequeno Eugênio já vivia um turbilhão de conflitos internos e dúvidas; não aceitava a pobreza em que vivia e sentia na alma as humilhações que passava por conta disso. Seus pais trabalhavam duro para que ele e seu irmão pudessem frequentar uma escola; Ernesto, o mais novo, não ligava para estudos, ao contrário de Eugênio, que era a promessa da família e, sempre pensando em um futuro melhor para si, estudava para um dia ser doutor. Observava seus colegas mais ricos, imaginando um dia poder ter um nome reconhecido, roupas boas e uma vida luxuosa.

Eugênio cresce e começa a fazer medicina. Mesmo com o ambiente da faculdade sendo-lhe agradável, continua a se sentir inferior aos colegas ricos, pensando não ser digno da atenção de quem quer que fosse por não ter algo valoroso a oferecer.

Saraiva
Saraiva

Na noite da colação de grau conhecemos Olívia, sua colega de faculdade; ela demonstra ser bastante compreensiva com Eugênio, apresentando uma imensa sabedoria em relação à vida e mistério em torno de seu passado. Olívia mostra bastante de sua alma e pensamentos nas cartas que deixa para Eugênio, na segunda parte do livro.

Eles se formam e tempos depois se tornam colegas de trabalho, amantes e companheiros. Porém, ela acaba precisando fazer uma viagem a trabalho; então, Eugênio conhece Eunice, herdeira de um rico empresário e dono de indústrias. Os dois, mesmo não tendo nada em comum, ou ao menos gostarem de verdade um do outro, começam a se encontrar frequentemente e se casam algum tempo depois. O que era para ser uma realização de sonho para Eugênio, que finalmente começa a conviver com a alta classe, acaba se tornando um pesadelo; ele, mais do que nunca, se sente inferior às pessoas que o cercam, e é constantemente humilhado por sua esposa, que faz questão de jogar em sua cara seus defeitos e falta de classe.

Quando Eugênio descobre que Olívia esta na cidade novamente, decide visita-la e recebe uma surpresa inesperada: é pai de Anamaria, uma garota de três anos. Algum tempo depois, Olívia acaba falecendo, o que causa forte impacto em Eugênio e encerra a primeira parte do livro. Na segunda, veremos sua mente capitalista morrer aos poucos; separa-se de Eunice, passa a ser um médico popular e muda sua visão em relação às pessoas e a vida. Olívia permanece em sua memória através das cartas e fotos deixadas, e principalmente através de Anamaria, o que o fortalece quando passa ou pensa nas dificuldades da vida.

O romance, narrado em terceira pessoa, é dividido em duas partes, e a primeira apresenta uma cronologia que mistura o presente com fatos do passado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *