Resenha Um amor para recordar (Nicholas Sparks)

Resumo

Um amor para recordar, de Nicholas Sparks, é narrado em primeira pessoa e conta, após quarenta anos, a história da paixão vivida por Landon (narrador) e Jamie.

Landon é um jovem de família rica que mora em Beaufort, Carolina do Norte; esta no último ano do ensino médio e pensa somente em aproveitar sua liberdade e juventude antes de se formar e tentar entrar na faculdade. Jamie, uma garota nada convencional, é filha do pastor da cidade, auxilia no orfanato local, salva animais machucados e carrega sempre uma bíblia consigo. Os dois, apesar de se conhecerem desde a infância, nunca chegaram a trocar mais do que algumas palavras; porém, o baile da escola e a peça de teatro da cidade, criada pelo pai de Jamie, acabam fazendo com que eles se aproximem. Apesar do medo que Landon tem de ser visto por seus amigos com Jamie, que é considerada estranha por todos na escola, uma amizade cresce aos poucos e ele logo se vê apaixonado por ela.

Saraiva
Saraiva

A paixão é correspondida, porém o romance é fortemente abalado pela descoberta da doença fatal de Jamie, que faz com que o sentimento se torne cada vez mais intenso, à medida que o fim se aproxima.

O romance, no começo jovial e inocente, transforma-se em uma belíssima história de amor, que apresenta lições sobre a vida e amor ao próximo.

Opinião pessoal

Quando comecei a ler Um amor para recordar, tive a impressão de que o livro seria bem parecido com Querido John, pois, além de serem do mesmo escritor, os dois têm algumas características semelhantes. Isso me deixou um pouco desanimada, pois não gostei muito do livro Querido John, e acabei criando um certo conceito em relação ao Nicholas Sparks quando o li.

Porém, meu conceito foi totalmente modificado conforme fui lendo Um amor para recordar. O livro, além de pequeno, é escrito em uma linguagem bastante simples e direta; já da para imaginar que o li em pouquíssimo tempo. Ele é bastante jovial e engraçado em determinados momentos, porém isso não o torna bobinho nem nada do tipo. A história de amor que ele traz é bem tocante e suas personagens têm características bastante profundas.

Livros muito românticos não são os meus favoritos, mas confesso que esse me emocionou a ponto de quase me fazer chorar em alguns momentos. Não somente pelo amor entre Landon e Jamie, mas o orfanato, a peça de teatro, as famílias, amigos, e a mensagem sobre perdão e amor ao próximo que a história traz o tornam muito bonito e especial, e indico a leitura a todos, pois realmente vale a pena.

20 Comentários


  1. eu ja assiati o filme esse livro foi o livron que mais me marcou

    Responder

    1. So li dois dele, mas tenho vontade de ler outros! Um amor para recordar é realmente muito bom, uma linda história

      Responder

  2. Eu já assisti o filme,amo d+ ele,já sei até as falas de cor …Estava louca pra ler o livro q contém mais detalhes desta maravilhosa história de amor e perdão, e hoje finalmente posso ler e reler quantas vezes quiser…S2….S2…Amo d+!!!

    Responder

  3. disseram-me uma frase e disseram k era deste livro será k me poderiam explicar em k contexto está a seguinte: “O amor é como o vento, não podes ve-lo mas podes senti-lo”
    agradeco respostas

    Responder

    1. Eu gosto de ambos, apesar de serem um pouco diferentes a essência da história é a mesma.
      Obrigada!

      Responder

  4. Alguém sabe me dizer livros ou filmes que podem ser comparados com ” um amor para recordar”? ou que fazem intertextos

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *