Resenha Orgulho e Preconceito (Jane Austen)

Elizabeth Bennet (Lizzy) reside em Longbourn com sua família, composta por seus pais e mais quatro irmãs, em uma época na qual o sobrenome e a condição financeira possuem uma grande importância social e onde a única perspectiva de futuro para as moças é o casamento com um “bom” rapaz. Acontece que a família Bennet não ocupa uma alta posição em meio a sociedade local, e a Sra. Bennet dedica todo o seu tempo frequentando os mais diversos bailes e reuniões a fim de casar as filhas mais velhas antes que seja tarde demais para elas.

Saraiva
Saraiva

Quando Mr. Bingley chega na cidade, Sra. Bennet enche-se de expectativa e logo se prepara para lhe apresentar suas filhas. No próximo baile que ocorre ele se encanta por Jane, a mais velha e mais bondosa entre as cinco irmãs. O rapaz apareceu acompanhado por seu grande amigo, o nobre Fitzwilliam Darcy. Logo que o conhece, Lizzy começa a detestá-lo por se mostrar extremamente orgulhoso e indiferente para com as pessoas locais.

Ao mesmo tempo que Elizabeth julga Darcy por suas maneiras para com sua família e as pessoas da cidade, ela é uma grande crítica da sociedade e da maneira como as mulheres desde muito cedo criam fúteis objetivos de vida. Ela percebe a falsidade que permeia a maioria das relações, além da bajulação para com as pessoas mais ricas, e se sente muito superior por perceber tais coisas enquanto ninguém mais parece fazer isso. Até mesmo para com as pessoas de sua própria casa Lizzy possui duras opiniões, e com exceção de seu pai e Jane, considera sua mãe e suas outras irmãs fúteis, fofoqueiras e vazias de inteligência. Mesmo assim, não gosta de as ver sendo tratadas de maneira inferior apenas por não possuírem muito dinheiro.

Apesar do aparente encanto de Bingley por Jane, impedimentos tentam separar os dois de se casarem. A irmã do rapaz, por exemplo, finge gostar da pretendente enquanto na verdade a considera pobre e simples demais para se casar com ele, e logo arruma maneiras para evitar a infeliz união. Essa mesma irmã possui a intenção de se casar com Darcy, mas contra sua vontade o misterioso rapaz aos poucos se apaixona por Lizzy. A história passa a girar em torno de questões envolvendo o futuro desses jovens.

Jane Austen nasceu na Inglaterra em 1775, e morreu aos quarenta e dois anos de idade sem ter conhecido o sucesso público. Apenas com o passar do tempo suas obras começaram a ser lidas e divulgadas, mas se tornaram realmente populares após algumas adaptações cinematográficas. Orgulho e Preconceito foi escrito antes que a autora tivesse completado vinte e um anos, mas sua publicação ocorreu anos depois. Apesar do enredo aparentemente bobo, Jane Austen construiu nessa obra uma forte crítica através de personagens em sua maioria fúteis e uma protagonista inteligente, de forte personalidade e que não abre mão de suas opiniões mesmo vivendo em uma época na qual as mulheres viviam subordinadas aos homens e deles dependiam para ter alguma ascensão em suas vidas.

2 Comentários


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *