Resenha O Menino do Dedo Verde (Maurice Druon)

Tistu era um garoto adorável que morava na cidade de Mirapólvora. Seu pai era o dono de uma fábrica de canhões, e um dia Tistu herdaria o negócio. A casa de sua família era grande e impecável, contendo muitos cômodos, carros, um jardim e uma cavalariça, além de criados que cuidavam de tudo. Com toda a sorte que tinha, Tistu era um menino feliz.

Até os oito anos de idade, o garoto tinha permanecido em casa recebendo uma educação básica de sua mãe, que o ensinou a ler, escrever e contar. Chegou o dia, contudo, que a mãe decidiu que já tinha ensinado ao filho tudo o que podia, e que já estava na hora de confiá-lo a um professor de verdade. Tudo foi organizado para que Tistu começasse a ir para a escola, mas após apenas três dias de aula ele voltou para casa com um bilhete de seu professor dizendo que não era possível mantê-lo na escola. Mesmo sem querer, o menino não conseguia prestar atenção às aulas e caía no sono, o que lhe garantiu muitos zeros e a fatal “expulsão”.

Amazon
Amazon

Todos na cidade de Mirapólvora ficaram sabendo da notícia. Os pais de Tistu estavam arrasados, e ele mesmo muito preocupado com seu destino. O pai, contudo, era um homem de decisões e logo encontrou uma solução para o problema que havia se tornado a educação do filho. Tistu aprenderia com a vida, recebendo lições de pessoas diferentes e que poderiam lhe proporcionar o conhecimento necessário para que se tornasse gente grande.

A primeira lição de Tistu foi com o jardineiro da casa, Bigode, quando a coisa mais surpreendente aconteceu. Sua primeira tarefa era colocar terra em alguns vasos, mas quando chamou Bigode para que lhe mostrasse como plantar as sementes, os vasos já estavam repletos de flores. Olhando o polegar do garoto, o jardineiro declarou que ele tinha o dedo verde, que lhe permitiria fazer crescerem plantas e flores onde quer que tocasse.

O Menino do Dedo Verde é um livro curto e de fácil linguagem, que em certos aspectos pode ser comparado ao clássico O Pequeno Príncipe, como aponta o próprio tradutor da obra, e até mesmo O Jardim Secreto, de Frances Hodgson Burnett. É o tipo de livro para dar de presente a pessoas de todas as idades, pois pode tocar-nos de maneira diferente dependendo do momento que estamos vivendo em nossas vidas. Infelizmente, 2016 não foi o ano no qual consegui desfrutar totalmente de histórias com um aspecto mais “infantil”. Contudo, a leitura é bastante recomendada pois trata-se de uma história singela que contém uma mensagem bonita e atual, levando a reflexões a respeito da sociedade e do mundo no qual vivemos.

6 Comentários


  1. Finalmente tô aqui deixando meu comentário! Hehe, inclusive já dei um pulo no seu canal também 😉

    Peguei este livro nas trocas do Piquenique Literário e espero ler em breve! Minha mãe sempre me falou dele, desde a infância. Acho que já passou da hora de conhecer essa história.

    Parabéns pela resenha e pelo seu conteúdo incrível, Julie! Beijos :*

    Responder

    1. Que bom que gostou, isso me deixa muito feliz!!!

      Passaram esse livro pra minha mãe e ela que me recomendou depois. Gostei bastante, espero que goste também <3

      Seu conteúdo também é incrível, eu não comentei muito no YouTube mas já assisti vários dos seus vídeos. Você da muitas dicas boas, gosto bastante do estilo de livros que você recomenda. Beijoss

      Responder

  2. esta resenha foi muito boa e realmente conta o que acontece no livro.
    estou no 6 ano e entendi facilmente a linguagem do livro e da resenha , tive que ler esse livro para uma prova e achei muito bom , gostei mesmo achei interessante e identifiquei-o com os tempos atuais .
    vai me ajudar muito ter lido essa resenha , achei otima obrigada

    Responder

    1. Fico feliz que tenha lido o livro e gostado da resenha 🙂 Obrigada

      Responder

  3. Eu li este livro há mais de vinte anos. Achei maravilhoso, simples e muito direto.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *