Resenha O Hobbit (J. R. R. Tolkien)

Saraiva
Saraiva

Bilbo Bolseiro vive uma vida tranquila e pacata em sua toca hobbit, até que um dia recebe a visita do Mago Gandalf, que o convida para fazer parte de uma grande aventura. O hobbit, entretanto, não gosta de nada que altere sua rotina, então recusa educadamente a oferta recebida, e com isso acredita estar livre de preocupações.

Um pouco mais tarde sua casa é invadida por treze anões, liderados por Thorin Escudo de Carvalho. Eles, juntamente com Gandalf, pretendem contratar Bilbo para ser o ladrão de uma expedição em busca de recuperar o tesouro dos anões roubado por Smaug, um temido e perigoso dragão. Bilbo reluta em participar da aventura, mas, movido por algo dentro de si que antes desconhecia, acaba aceitando a proposta, e parte com Gandalf e os treze anãos rumo à Montanha Solitária.

Durante a longa jornada, Bilbo e os anões deparam-se com trolls, elfos, orcs, lobos, e muitos seres mágicos. Eles passam por grandes apuros por conta de seus inimigos, mas conquistam amigos que os ajudam como podem. Com o passar do tempo, Bilbo se revela bastante esperto e corajoso, e acaba se tornando respeitado entre seus companheiros de expedição; vemos também como ele conhece Gollum e encontra o anel, que o ajuda em momentos de dificuldade.

O narrador é bem humorado, e a linguagem usada por ele é simples e direta. A história, apesar de pacata em alguns momentos, é recheada de aventuras, cenários envolventes e canções, e tudo isso contribui para fazer da leitura mais agradável e prazerosa. Não é um dos livros mais emocionantes que já li, mas não falha em questão de fantasia e diversão. O final traz ação e muitas reviravoltas, e o achei digno e empolgante. O livro é uma ótima opção para pessoas que querem fugir da realidade, pois envolve de modo animado e descontraído.

3 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *