Resenha filme A Ilha

Educação UOL
Educação UOL

Essa é uma história de ficção científica que nos mostra um futuro onde uma empresa cria clones de pessoas ricas para que esses possam servir como garantia de uma vida mais longa para seus donos; se a pessoa original fica doente e precisa de um transplante, por exemplo, o clone servirá como doador.

No complexo onde vivem os clones, a história contada é a de que um vírus atingiu a Terra, e os que ali se encontram conseguiram ser salvos. Eles vivem de maneira controlada, e aguardam o dia em que serão escolhidos para irem para a Ilha, um lugar lindo que não foi atingido pelo vírus.

Certo dia, Lincon, um dos clones, descobre que a Ilha nunca existiu, e que os escolhidos para irem para lá na verdade são mortos. Consegue fugir do complexo e leva consigo sua amiga Jordan. Eles acabam descobrindo toda a verdade sobre os clones, e decidem que precisam contá-la aos humanos e impedir que outros clones sejam mortos.

Esse filme não me agradou em muitos momentos, pois não sou fã de ação e achei a trama um pouco forçada. Entretanto, ele me fez refletir sobre a vida que levamos. A tecnologia avança cada vez mais, e somente quem tem dinheiro pode usufruí-la totalmente. Chegará o dia em que a clonagem será utilizada da maneira como o foi no filme? Se assim for, isso será justo com as pessoas que não terão condições de pagar um clone para que possam viver mais? O mundo e a sociedade acabam por excluir os menos afortunados, e a tendência é que isso só piore com o passar dos anos.

A história também me fez pensar que não podemos nos conformar com a rotina e com tudo o que nos é imposto. Os poderosos do mundo, como os políticos, não querem que as pessoas questionem e pensem, pois assim perceberão que muita coisa está errada e exigirão mudanças. Por isso, é importante sempre buscarmos conhecimento, para que não sejamos passados para traz ou feitos de bobos.

O filme nos faz refletir, mas não entrou na minha lista de recomendação. Entretanto, é um bom passatempo.

27 Comentários


    1. Fico feliz que tenha gostado, Anna, obrigada! Dei uma passadinha no seu blog e adorei 🙂
      Beijos

      Responder

  1. gente me ajudem em trabalho sobre esse filme?posso fazer a pergunta?respondem rapido porque
    e para agora..bjos

    Responder

  2. Pera, o seu questionamento em relação ao filme foi que os menos afortunados não terão condições de pagar por um clone para lhes servir de carta na manga quando tiverem algum problema de saúde?
    E os clones, que são seres humanos? É ético o que farão com eles?
    Acho que a questão maior do filme é a de que todo e qualquer ser humano deve ser respeitado. Independente de qualquer condição em que se encontram.

    Resumiu bem o filme, gostei (:

    Responder

    1. Muito bom seu argumento! Voce falou sobre algo que realmente nao levei muito em conta na hora de escrever a resenha, mas pensei sim a respeito!
      Gosto muito de receber comentarios que acrescentam, entao agradeco 🙂

      Responder

  3. Acho que o pior fato sobre a clonagem de seres humanos nesse filme, é que eles são mortos para a saúde de seus donos, e não o fato de que só pessoas muito ricas poderiam comprar um clone, como você escreveu.

    Responder

  4. Oi licença, queria saber qual o propósito de seu blog, missão, motivo de criação, isso se você estiver confortável para dizer, obrigado.

    Responder

    1. Oi Lu! Bem, eu tenho vontade de explicar qual o objetivo do meu blog, o motivo pela qual comecei a escrever resenhas. Tenho um projeto de fazer isso em video, mas se nao acontecer, faco um post a respeito disso ou entao colocarei tudo no Sobre do blog. Abracos.

      Responder

  5. Assisti um filme, acho que dos anos 80, com a mesma história. Mas não encontrei nada a respeito dele, mas tenho certeza que esse é um remake. Julie me ajuda!

    Responder

  6. Encontrei, o título original é “Parts: The Clonus Horror” , mas não encontrei o título que recebeu no brasil.

    Responder

    1. Obrigada por me passar no nome do filme, Leandro! Vou dar uma conferida e tentar assistir. Mas não duvido que o filme A Ilha tenha sido inspirado em um mais antigo, isso acontece bastante. Quanto a ser um remake, não encontrei nada a respeito, mas também não é impossível.
      Abraços

      Responder

    2. Aliás, o título desse filme em português é Romance ou Pesadelo

      Responder

  7. Amei seu resumo e os comentários me ajudou bastante na minha pesquisa, parabéns e sucesso flor.

    Responder

  8. dá pra ir mais fundo nessa análise aí hein!! fica a dica pra você dona do blog… procure reparar também na ideia central do filme. no que ele realmente passa pra nós…por trás da clonagem e do dinheiro. tem muito a ver com indagação humana sobre o desconhecido, a partir do desenho feito por lincoln a trama se desenrola…em suas próximas análises, resenhas ou críticas procure ver o que está por trás das ações das personagens…é intrigante. mesmo assim parabéns!!

    Responder

  9. Eu gostei do filme é muito bom eu recomendo q todos assistam pq é muito bom mesmo quem fez esse filme esta de patabens

    Responder

  10. Holaaa Moça dona do Blog ‘-‘, resenha mto boa me ajudou mto <3 obrigado, tenho trabalho de biologia para fazer e não tenho muito tempo livre para olhar o filme agradeço. Beijos

    Responder

  11. Muito obrigada! Gostei da sua resenha, ficou bem objetiva e nos faz refletir, sobre esse assunto.Parabéns.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *