Indico: 5 livros

Apesar de fazer resenhas há um bom tempo, eu costumava não escrever nem sobre a metade dos livros que lia (filmes então, raramente), e assim acabei deixando de indicar no blog muitas boas leituras que já fiz e recomendo. Atualmente tento escrever sempre que possível, mas fico tão empolgada com minhas leituras e com tudo o que ainda tenho para ler, que tentar resenhar algo que li muito tempo atrás (ou até mesmo ler novamente para então poder resenhar, mesmo tendo vontade de reler alguns) é algo não muito cogitável para mim. Contudo, quero trazer diversidade e bom conteúdo para o blog, então decidi fazer uma lista com 5 livros que li há um tempo mas que até hoje me lembro como sendo ótimos, do tipo que eu recomendaria a qualquer um. Os temas são variados e vou contar o motivo pelo qual recomendo tanto, além de falar um pouquinho sobre a história de cada um deles. Espero que gostem!

  1. As Esganadas (Jô Soares). Se é pra falar de livros engraçados, esse será o primeiro a vir em minha mente, pois até hoje foi o livro mais engraçado que já li. Nele, Jô Soares conta a história de Caronte, dono de uma funerária e assassino de mulheres gordas. Apesar do desfecho um pouco decepcionante, a história no geral é envolvente e, claro, extremamente divertida.

  2. Incidente em Antares (Érico Veríssimo). Nesse livro, o autor escreve de maneira quase irreconhecível se comparado ao romance Olhai os lírios do campo, o que eu considero positivo em uma narração onde você já leu anteriormente algo do autor e por isso acha que sabe o que esperar dele. Ganhei o livro da escola, simplesmente adorei e fui muito bem surpreendida. A história nos conta sobre a cidade de Antares, seus habitantes, e uma greve geral aderida até mesmo pelos coveiros. Impedidos de serem enterrados, os mortos decidem acertar as contas com os vivos e reivindicar o direito de poderem descansar em paz.

  1. O Cemitério de Praga (Umberto Eco). Comecei a leitura não muito empolgada e sem fazer ideia do que me aguardava. No final das contas, me vi completamente envolvida com a história, além de chocada com seu rumo e desfecho. Simone Simonini é o protagonista e única figura inventada em toda a trama, que conta com satanismo, nazismo, maçonaria, assassinatos, falsificação, serviços secretos, além de muitas outras coisas macabras. Ao contrário do que se pode esperar, tudo isso não torna o livro exagerado ou surreal demais, e ele acaba surpreendendo por seu conteúdo e veracidade. É claro que a indicação nesse caso se limita um pouco, pois acho que é preciso ter a mente muito aberta para apreciar uma história tão diferente e que conta com elementos tão pesados.

  2. Maus (Art Spiegelman). Apesar de não ter lido um conteúdo tão variado assim de histórias em quadrinhos, ouso dizer que essa provavelmente será sempre a minha favorita, ou então uma delas. Nela, conhecemos a história verídica vivenciada pelo pai do autor durante o holocausto. A grande sacada foi ter representado os nazistas como gatos, judeus como ratos, poloneses como porcos e norte-americanos como cachorros. O livro é emocionante e leitura essencial para aqueles que apreciam e anseiam conhecimento a respeito da Segunda Guerra Mundial.

  1. Eram os deuses astronautas? (Erich von Däniken). Esse foi mais um dos casos de “livros que me impressionaram por seu conteúdo inesperado e supreendente”. Ele nos traz um conjunto de teorias e provas (sim, provas) de que muito tempo atrás o nosso planeta foi visitado por seres extraterrestres muito desenvolvidos e que inseminaram nossa população com seu DNA para que a evolução acontecesse de maneira mais acelerada, além de nos auxiliar com um grande conhecimento tecnológico e também astronômico. Parece loucura, mas o livro é inquietante e mexe com o psicológico, afinal, ele não se trata de uma ficção científica, mas sim de especulações a respeito de algo que, após todos os fatos apresentados, não parece tão improvável assim.

    Jarmoluk (Pixabay)
    Jarmoluk (Pixabay)

6 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *